Jardim do Palácio Fronteira

A audácia artística do barroco e a riqueza dos motivos clássicos num jardim de buxo

21 28 maio

10:00 — 18:00

Largo São Domingos de Benfica 1

* Visita livre

Não é permitida a entrada de animais.
O acesso é feito por ordem de chegada e sem inscrição prévia.
Este é um evento inteiramente gratuito.

Este é um jardim que está aberto diariamente e que pode ser visitado, mediante pagamento, fora da programação do festival.

O Palácio Fronteira foi construído entre 1671 e 1672 como pavilhão de caça de D. João Mascarenhas, 1.º Marquês de Fronteira. Situado na encosta nordeste da Serra de Monsanto, os seus grandiosos jardins totalizam cerca de 5,5 hectares.

Neste jardim dividido em vários núcleos, é evidente a explosão de cor e brilho, combinando azuis, vermelhos, ocres, verdes, numa experiência sinestética difícil de igualar.
Desde 1982 classificado Monumento Nacional, o Palácio Fronteira e os seus jardins são um dos lugares históricos mais emblemáticos de Lisboa e um exemplo na preservação delicada de património e da cultura, gerido pela Fundação das Casas de Fronteira e Alorna.

Encontrará neste jardim um universo de pormenores intricados, inscritos nos azulejos e estatuária, que merece ser observado e descoberto.

Atividades relacionadas

21 28

11:00

Oficinas

Plantas Comestíveis e Ervas Aromáticas

Classificado como Monumento Nacional desde 1982, o Palácio Fronteira e os seus jardins são um dos lugares históricos mais emblemáticos de Lisboa e um exemplo na preservação delicada de património e da cultura, gerido pela Fundação das Casas de Fronteira e Alorna. Entre estátuas e azulejaria, uma atividade de identificação e colheita de plantas comestíveis e aromáticas presentes no jardim.

Orientador: Dafne Vaz
Local: Jardins do Palácio Fronteira

Faixa Etária: para todos os públicos
Lotação: 20 pessoas
Duração: 120 min

Inscrição: fcfa-cultura@fronteira-alorna.pt

* Atividade não aconselhada a pessoas com mobilidade reduzida.


21 28

15:00

Visitas Guiadas

À Descoberta do Jardim Eduardo Nery – Jardim do Laranjal

Neste jardim de pormenores intricados, inscritos nos azulejos e estatuária de séculos passados, funde-se a contemporaneidade e a obra de artistas portugueses, como é o caso de Eduardo Nery. Artista plástico e pintor, são inconfundíveis as suas composições geométricas nos mais variados suportes, como em tapeçaria, azulejaria ou até mesmo em calçada portuguesa. Visita orientada que contará a história da instalação da obra de Eduardo Nery no Jardim do Laranjal, de influência árabe, em que o artista usou as suas famosas composições geométricas e multicolores em azulejaria, dando uma nova vida aos jardins do Palácio Fronteira.

Orientador: Susana Neves
Local: Jardins do Palácio Fronteira

Faixa Etária: para todos os públicos
Lotação: 20 pessoas
Duração: 60 min

Inscrição: fcfa-cultura@fronteira-alorna.pt


Outros jardins próximos