Jardim Botânico de Lisboa

Um jardim enraizado na história do Ensino em Portugal

Aberto no(s) dia(s):

21/22 28/29

10:00 — 18:00

Rua da Escola Politécnica 58

* Visita livre sujeita a limite de lotação

Os jardins estão sujeitos a diferentes lotações e tempo máximo de permanência. O acesso é limitado, é feito por ordem de chegada e sem inscrição prévia. Não é permitida a entrada de animais.

A coleção é vasta, sendo a variedade de espécies de palmeiras e cicadófitas um dos ex libris deste jardim. Também é casa de um exemplar de árvore-do-imperador (Chysophyllum imperiale), espécie relativamente rara e ameaçada de extinção.

O Jardim Botânico de Lisboa, classificado como monumento nacional desde 2010, tem a origem da sua história nos antigos terrenos cedidos para a construção do Noviciado da Cotovia da Companhia de Jesus, no séc. XVI. Após a expulsão dos Jesuítas dos territórios portugueses, em 1759, pelo Marquês de Pombal, o Noviciado e o seu horto foram convertidos no Real Colégio dos Nobres, local de ensino da jovem elite dessa época. Já no século XIX, com a extinção do Real Colégio, D. Maria II decretou ali a instalação da Escola Politécnica e, anexo a ela, a instalação de um Jardim Botânico, inaugurado em 1878.